Últimos posts


Depois apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia.
E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro e inclinou-se à terra, (...)
E disseram-lhe: Onde está Sara, tua mulher? E ele disse: Ei-la aí na tenda.
E disse: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara tua mulher terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele.
E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres. 
Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?
E disse o Senhor a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Na verdade darei eu à luz ainda, havendo já envelhecido?
Haveria coisa alguma difícil ao Senhor? Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho.
_ Gênesis 18:1-14

Existe algo, que nos assombra enquanto seres humanos - o tempo, nós somos suscetíveis ao tempo, porque este é um recurso limitado para nós, em nossa condição de mortais nesta Terra.
O tempo limita e por vezes esgota nossas possibilidades, nos colocando diante das nossa vulnerabilidade.
Em sua sabedoria o rei Salomão afirmou que a esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida (Provérbios 13:12).
Curiosamente, a Bíblia nos apresenta diversas histórias em que respostas a necessidades ou cumprimento de promessas demoraram e aconteceram quando já parecia ser impossível.


Fez também a pia de cobre com a sua base de cobre, dos espelhos das mulheres que se reuniam, para servir à porta da tenda da congregação. _ Êxodo 38:8

Espelho, espelho meu existe alguém mais bela do que eu?
Essa é a consagrada frase da história da Branca de Neve, um clássico da literatura infantil.
Na história, a rainha má - que era na verdade uma bruxa, consultava o espelho para admirar sua beleza e e para certificar-se de que não existia no mundo ninguém mais bela do que ela.
Acontece que certo dia quando o espelho lhe diz que existe sim uma donzela mais bela, a rainha fica irada e ordena que esta mulher seja morta. 


Confia no Senhor e faze o bem; habita na terra e alimenta-te da verdade. 
Agrada-te do Senhor, e ele satisfará os desejos do teu coração.
Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará.
Fará sobressair a tua justiça como a luz e o teu direito, como o sol ao meio-dia.
Descansa no Senhor e espera nele, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho, por causa do que leva a cabo os seus maus desígnios.
Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente, isso acabará mal.
_ Salmos 37:3-7

Quando eu era adolescente gostava muito de ler o Salmo 139, ele costumava ser minha oração.
É um Salmo que fala sobre como Deus nos conhece desde o ventre de nossa mãe, como os seus olhos viram o nosso corpo ainda informe.
Me encanta a afirmação do salmista que diz que todas estas coisas foram escritas no livro de Deus, quando ainda nem existiam e que antes que as palavras saíssem da nossa boca, Deus já as conhecia. (Salmo 139:16). Que coisa incrível, um Pai amoroso que nos acompanhou desde a nossa formação!



Despertando Noé do seu vinho, soube o que lhe fizera o filho mais moço e disse: Maldito seja Canaã; seja servo dos seus irmãos.
E ajuntou: Bendito seja o Senhor, Deus de Sem; e Canaã lhe seja servo.
Engrandeça Deus a Jafé, e habite ele nas tendas de Sem; e Canaã lhe seja servo.
_ Gênesis 9:20-27

Quando Noé despertou da embriaguez, irou-se contra o seu filho mais novo e o amaldiçoou por ter olhado para sua nudez e levado para fora da tenda a notícia de sua embriaguez. Noé profetiza que os filhos mais velhos serão engradecidos e Canaã será servo deles.
O Pai sentindo-se ofendido e desonrado amaldiçoa o filho e o condena a servidão, a ser alguém menor, a viver em desonra.



Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro
de sua tenda. Cam, pai de Canaã, vendo a nudez do pai, fê-lo saber, fora, a seus dois irmãos. Então, Sem e Jafé tomaram uma capa, puseram-na sobre os próprios ombros de ambos e, andando de costas, rostos desviados, cobriram a nudez do pai, sem que a vissem. Despertando Noé do seu vinho, soube
o que lhe fizera o filho mais moço e disse: Maldito seja Canaã; seja servo dos seus irmãos.
E ajuntou: Bendito seja o Senhor, Deus de Sem; e Canaã lhe seja servo.
Engrandeça Deus a Jafé, e habite ele nas tendas de Sem; e Canaã lhe seja servo.

_ Gênesis 9:20-27

Os autores Mark Finley e Loron Wade, citam em sua obra O Mistério da Profecia, estudos que vem sendo realizados nas múmias egípcias por meio de tomografia computadorizada axial e autópsias.
Estas pesquisas revelaram as doenças dos antigos egípcios, entre as principais doenças estão cáries dentais sérias, evidências de problemas cardiovasculares que seriam provenientes da dieta rica em açúcar e colesterol que eram típicas da elite egípcia.
A história revela que os egípcios também abusavam das bebidas alcoólicas e tinham o hábito de tomar cerveja já no café da manhã.



Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda. Cam, pai de Canaã, vendo a nudez do pai, fê-lo saber, fora, a seus dois irmãos. Então, Sem e Jafé tomaram uma capa, puseram-na sobre os próprios ombros de ambos e, andando de costas, rostos desviados, cobriram a nudez do pai, sem que a vissem. Despertando Noé do seu vinho, soube o que lhe fizera o filho mais moço e disse:

Maldito seja Canaã; seja servo dos seus irmãos.
E ajuntou: Bendito seja o Senhor, Deus de Sem; e Canaã lhe seja servo.
Engrandeça Deus a Jafé, e habite ele nas tendas de Sem; e Canaã lhe seja servo.
_ Gênesis 9:20-27

Acho esta passagem da vida de Noé bastante interessante, pela oportunidade que ela nos traz de reflexão e de aprendizado sobre as fraquezas humanas, nossas relações e as escolhas que fazemos diante das situações vividas.


Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração; então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou o coração. (...) Porém Noé achou graça diante do Senhor.
Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus. Gerou três filhos: Sem, Cam e Jafé.
A terra estava corrompida à vista de Deus e cheia de violência. Viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque todo ser vivente havia corrompido o seu caminho na terra. Então, disse Deus a Noé: Resolvi dar cabo de toda carne, porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os farei perecer juntamente com a terra. 

_ Gênesis 6:5-13

Os tempos eram sombrios, os homens eram maus em seus desígnios, e viu Deus que toda a Terra estava corrompida e cheia de violência, a pulsão de morte exercia cada vez mais poder sobre os homens e eles já não a dominavam, a imagem de Deus já não era refletida no homem e o coração de Deus estava pesado, Ele estava arrependido de ter criado o homem. Mas no meio de toda a maldade, Deus encontra um único homem que ainda era justo, que era integro e que fortalecia em si a pulsão da vida de Deus, este homem era Noé, a oitava geração da linhagem de Sete, filho de Adão, que também viveu no período que consideramos como pré-história bíblica.
Deus então, decide purificar a Terra, e faz isto por meio de 40 dias de chuva e de uma grande inundação que exterminaria todos os seres vivos, preservando apenas Noé, sua família e dois animais de cada espécie que havia criado.


E disse Lameque às suas esposas: Ada e Zilá, ouvi-me; vós, mulheres de Lameque, escutai o que passo a dizer-vos: Matei um homem porque ele me feriu, e um rapaz porque me pisou.
_ Gênesis 4:23

Lameque era descendente de Caim e sua leitura das circunstâncias era semelhante a este seu antepassado. Veja, Caim sentiu ciúmes e invejou o seu irmão e então o matou, mas como vimos na devocional anterior, podemos observar que por trás daquele comportamento violento, existia uma dificuldade em reconhecer a própria culpa, uma dificuldade em admitir que estava errado e se retratar. A limitação de Caim era superar o seu próprio orgulho e assumir-se culpado.


Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou. Disse o Senhor a Caim: Onde está Abel teu irmão? Ele respondeu: Não sei; acaso, sou eu tutor de meu irmão? E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue de teu irmão clama da terra a mim. És agora, pois, maldito por sobre a terra, cuja boca se abriu para receber de tuas mãos o sangue de teu irmão.
Quando lavrares o solo, não te dará ele a sua força; será fugitivo e errante pela terra. Então, disse Caim ao Senhor: É tamanho o meu castigo, que já não posso suportá-lo. Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua presença hei de esconder-me; serei fugitivo e errante pela terra; quem comigo se encontrar me matará. O Senhor, porém, lhe disse: Assim, qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim para que não o ferisse de morte quem quer que o encontrasse. Retirou-se Caim da presença do Senhor e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden.
Gênesis 4:8-16

Decidi me ater um pouco mais a esta passagem de Caim e Abel pois acredito que temos mais aprendizados a extrair desta história. A sequência e consequência dos fatos trazem significados relevantes que valem a pena serem avaliados.
A Bíblia narra que quando Deus se agradou da oferta de Abel e não se agradou da oferta de Caim, dois sentimentos vieram sobre Caim, ele sentiu Ira e Tristeza, sentimentos que remetem a um pensamento prévio de Caim que estaria relacionado a ciúmes e inveja do seu irmão Abel.


Abel foi pastor de ovelhas, e Caim lavrador. Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, descaiu-lhe o semblante. Então, lhe disse o Senhor: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que será aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo.
Disse Caim a Abel, seu irmão: Vamos ao campo. Estando eles no campo, sucedeu que se levantou Caim contra Abel, seu irmão, e o matou.
_ Gênesis 4:2b-7

Ao provar do conhecimento do bem e do mal no jardim do Éden - a pulsão de morte, o mal passou a coabitar com a vida de Deus no homem e a guerra interior entre vida e morte se tornou uma realidade.
Caim não ofereceu o seu melhor a Deus, e então Deus o rejeitou, mas ao invés de arrepender-se do que havia feito e buscar concertar-se, ele ficou triste com Deus e irado com seu irmão por ser superior a ele em algo.


Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Então, disse o homem: A mulher que me destes por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi. Disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então, o Senhor Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comeras pós todos os dias da tua vida.
Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá, e tu lhe ferirás o calcanhar. E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravide; em meio a dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenará que não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás o teu pão, até que tomes à terra, pois dela fostes formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.
(...) O Senhor Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida.

_ Gênesis 3:8-24

Quando alguém fere uma lei constitucional em nossa nação, o representante da lei deve explicar-lhe quais são os seus direitos e qual será a sua sentença de acordo com os termos que regem a lei, o infrator então, será submetido as consequências legais de sua infração.
Nesta passagem bíblica enxergo que a mulher e o homem feriram uma lei espiritual ao escolherem contaminar-se com o mal, e, dentro das leis que regem o mundo espiritual haveria uma consequência.


Mais a serpente, mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito, disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? Respondeu-lhe a mulher: Do fruto das árvores do jardim podemos comer, mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Dele não comereis, nem tocareis nele, para que não morrais. Então, a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis.
Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se vos abrirão os olhos e, como Deus, sereis conhecedores do bem e do mal. Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu. Abriram-se então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si.
_ Gênesis 3:1-7

O capítulo anterior do livro de Gênesis relata que o homem e sua mulher estavam nus e não se envergonhavam disto (Gênesis 2:25), isto porque ambos haviam sido criados para o bem, eles não conheciam o mal, não havia maldade em seu olhar ou pensamento, eles viam tudo com a inocência de uma criança.


Então, o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne.
E a costela que o Senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada.
Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.
_ Gênesis 2:21-24

O homem foi criado do pó da Terra que havia sido criada pela voz de Deus, a mulher por sua vez, foi criada a partir do corpo do homem com uma de suas costelas.
Cientificamente nós sabemos que de apenas um pedaço de pele, de osso, dente ou cabelo é possível mapear o DNA de um indivíduo e assim o reproduzir. A mulher teria, portanto, sido reproduzida por Deus a partir de uma costela.
As costelas, são uma parte incrivelmente importante do corpo humano, pois elas oferecem proteção aos pulmões, coração, boa parte do fígado e ao baço. Além disso, os ossos da costela ajudam a dar forma à nossa caixa torácica e, portanto, estão envolvidas na respiração. O esqueleto humano conta com 12 pares de costelas que são ossinhos finos e frágeis.


Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só, far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. Havendo, pois o Senhor Deus formado da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, trouxe-os ao homem, para ver como este lhe chamaria; e o nome que o homem desse a todos os seres viventes, seria o nome deles. _ Gênesis 2:18-19

Deus existe de forma interdependente, ele é Pai, Filho e Espírito Santo, é trino. Criou homem também como uma trindade e para viver em comunidade.
Ele ponderou que não era bom ao homem estar só, ele deveria ter uma auxiliadora.
E criou todos os animais da terra e entregou aos cuidados do homem, de modo que o destino do homem era viver em comunidade e em harmonia com todos os seres vivos e com a natureza.
Acho curioso Deus trazer os animais ao homem para que ele lhes desse nome, isto é algo que fazemos com nossos filhos e com os nossos animais domésticos, damos nome a eles, decidimos como serão chamados e assim conferimos a eles identidade. Dar identidade a um ser é sinal de respeito, afeto e responsabilidade sobre ele.


Do solo fez o Senhor Deus brotar toda sorte de árvores agradáveis à vista e boas para alimento; e também a árvore da vida no meio do jardim e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
(...) Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar. E o Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás. _ Gênesis 2:9;15-16

O bem e o mal existem desde a fundação do mundo, porém, o mal nunca foi o destino do homem, não era para o homem se quer conhecer o que era o mal.
Quando Deus alerta para que o homem não prove da árvore do conhecimento do bem e do mal, não se alimente desta árvore, Ele pontua que ao conhecerem o mal eles morrerão, porque o mal, é o oposto da composição do homem, é uma distorção de sua verdadeira natureza essencial e portanto, não cabe no homem sem que o destrua.


Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. E plantou O Senhor Deus um jardim no Éden, na direção do Oriente, e pôs nele o homem que havia formado. _  Gênesis 2: 7-8

Nós fomos formadas do pó da Terra. Todos os elementos químicos que formam o corpo humano são encontrados no pó da Terra. Segundo o Dr. Jorge Pamplona, o corpo humano é formado por átomos de 35 elementos diferentes e todos eles fazem parte dos 92 elementos da tabela periódica e são encontrados espontaneamente na natureza.


E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra. E disse Deus ainda: Eis que vos tenho dado todas as ervas que dão semente e se acham na superfície de toda a terra e todas as árvores em que há fruto que dê semente; isso vos será para mantimento. (...) E assim se fez. Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. _ Gênesis 1:28-31a

É incrível ler a conclusão de Deus sobre a sua criação, ele observa tudo o que criou e julga como algo não apenas bom, mas muito bom. A natureza era muito boa, os animais eram muito bons, o homem era muito bom.
Então Deus os abençoa com capacidade de reprodução e multiplicação para que tendo sido feitos à semelhança de Deus eles sejam igualmente criadores de vida e reproduzam a si mesmos através de seus filhos, assim como Deus havia feito.


Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. _ Gênesis 1:26-27

Ao iniciar a criação do homem, Deus diz “Façamos”, se referindo a uma criação que acontece no coletivo, que é feita por nós. Em seguida a narração diz “Criou Deus”, se referindo a um único criador.
Para um leitor distraído esta dualidade pode passar desapercebida, ou mesmo, parecer contraditória. No entanto, com um olhar mais atento, entenderemos o que se revela nas entrelinhas deste texto acerca da existência de Deus.


Disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia. _ Gênesis 1:3-5

Tudo o que a mente de Deus imaginou, ganhou forma quando ele disse “haja”.
Toda a existência se tornou real a partir das palavras proferidas pela boca de Deus.
Há milhares de anos atrás quando Moisés escreveu o livro de Gênesis, ele não poderia prever que no século XXI cientistas descobriram que o chamado Big Bang que teria originado o planeta, liberou gigantescas ondas de energia e matéria incandescente e que parte da energia se concentrou na porção de áudio, de modo que o Universo não se formou a partir de uma explosão, mas a partir de um zumbido, conforme matéria cientifica publicada na Folha de São Paulo. O Universo comprovadamente se originou a partir do som, que nós cristãos identificamos como o som da voz de Deus quando Ele disse Haja luz!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *