Últimos posts


Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus ao homem e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo, e me escondi. Perguntou-lhe Deus: Quem te fez saber que estavas nu? Comeste da árvore de que te ordenei que não comesses? Então, disse o homem: A mulher que me destes por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi. Disse o Senhor Deus à mulher: Que é isso que fizeste? Respondeu a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então, o Senhor Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comeras pós todos os dias da tua vida.
Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá, e tu lhe ferirás o calcanhar. E à mulher disse: Multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravide; em meio a dores darás à luz filhos; o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará. E a Adão disse: Visto que atendeste a voz de tua mulher e comeste da árvore que eu te ordenará que não comesses, maldita é a terra por tua causa; em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida. Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás o teu pão, até que tomes à terra, pois dela fostes formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.
(...) O Senhor Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E expulso o homem, colocou querubins ao oriente do jardim do Éden e o refulgir de uma espada que se revolvia, para guardar o caminho da árvore da vida.

_ Gênesis 3:8-24

Quando alguém fere uma lei constitucional em nossa nação, o representante da lei deve explicar-lhe quais são os seus direitos e qual será a sua sentença de acordo com os termos que regem a lei, o infrator então, será submetido as consequências legais de sua infração.
Nesta passagem bíblica enxergo que a mulher e o homem feriram uma lei espiritual ao escolherem contaminar-se com o mal, e, dentro das leis que regem o mundo espiritual haveria uma consequência.
Deus declara ao homem quais eram as consequências de tal infração, fazendo cumprir a lei suprema sobre a qual ele mesmo era autoridade.Ora, o homem era semelhança de Deus, projetado para a vida, mas agora, nele habitava também a morte, o roubo e a destruição. A morte é contrária a vida de Deus e ao receber sobre si a morte, o homem foi expulso da comunhão face a face que tinha com Deus.
Antes, Deus visitava o homem e conversava com ele no jardim, agora, o homem habitava em outro local e estava distante de Deus. Sua mente tinha agora ruídos e a morte dentro dele o impedia de ouvir a voz de Deus.
A Terra que foi dada ao homem e era habitada apenas pela vida de Deus, agora, estava contaminada e também produzia destruição, nasceram sobre ela cardos e abrolhos. A colheita da terra passou a ser feita com sacrifício. O julgo sobre o ombro do homem tornou-se pesado de carregar.
A lei espiritual que Deus estava apresentando ao homem na ocasião de sua expulsão do jardim do Éden, revelava que ao conhecer o mal o homem também recebia sobre si a morte e trazia maldição para toda a Terra que havia sido dada a ele e a Terra sendo amaldiçoada ela também traria peso, sobrecarga ao homem.
Quanto a serpente, aquela que foi canal de engano e queda, a lei espiritual dizia que ela seria humilhada e que a mesma pessoa que ela enganou a derrotaria no futuro, pois o engano gera inimizade e vingança.
Estas são leis espirituais reveladas pela boca de Deus ao sentenciar a serpente, o homem e a mulher. Estas mesmas leis continuam regendo o mundo espiritual e podemos compreender que quando nos aproximamos do que é mal, quando experimentamos dos frutos que as trevas nos oferece, estamos atraindo novamente maldição sobre a Terra, dor física e morte espiritual.
Vejo isto diariamente em meus atendimentos, pessoas que caíram em situações de engano e que provaram de uma morte interna que reverbera em seu corpo físico, em dores, doenças e outras disfunções.
Também vejo pessoas, que proveram o engano e o mal a outras pessoas colhendo vergonha, humilhação e traição em suas vidas, atraindo o mal que produziram ao outro sobre si mesmo.
Uma outra lição que temos nesta passagem bíblica é de que no Éden, a mulher tomou uma decisão negativa e influenciou o homem a segui-la, isto mudou a visão do homem em relação a sua mulher, a sua confiança nas decisões dela e certamente trouxe sobre o homem uma crença de necessidade de domínio sobre a vontade de sua esposa para proteção de ambos. Assim como trouxe sobre a mulher uma crença de incapacidade e culpa limitando sua autonomia.
A imagem que homem e mulher passaram a ter um em relação ao outro e sobre si mesmos tornou-se distorcida e isto os afetou negativamente fortalecendo a morte dentro deles e tornando o relacionamento que eles tinham muito distante do que havia sido projeto na criação.
Esta autoimagem e visão de relacionamento distorcida teria ressoado ao longo das gerações seguintes, trazendo sofrimento ao seres humanos.
O biólogo Rupert Sheldrake, conceituou a teoria dos campos mórficos, segundo a qual existe um consciente coletivo que rege todos os seres vivos. O consciente coletivo seria uma espécie de memória inconsciente que define padrões e estruturas de ordem, disseminando o conhecimento e funcionamento padrão das espécies geração após geração.
Assim, a forma das sociedades e suas idéias resultariam do modo em que seus antepassados as conceberam no passado. Ou seja, todos os seres vivos são regidos por uma espécie de memória integrada e portanto, o passado estaria presente em toda a trama inconsciente que rege os seres humanos.
A luz desta perspectiva da ciência organicista ou holística, podemos compreender o que aconteceu com a humanidade após a contaminação com o mal, todos os pensamentos distorcidos e desigualdades que surgiram a partir disto.
Em outras palavras, o que estou tentando te mostrar, é que o que a Bíblia chama de maldição hereditária, a ciência esta comprovando a partir da teoria dos campos mórficos, uma vez que aquilo que nossos antepassados viveram e pensaram ecoou ao longo dos séculos influenciando a forma como nós nos vemos, vemos ao outro e ao mundo e tudo isto teve origem no momento em que Adão e Eva conheceram o mal e tiveram seu olhar, pensamentos, emoções e comportamentos contaminados pela morte.
De igual modo, as experiências que vivemos hoje, os pensamentos que abrigamos, o conhecimento que recebemos, tudo isto, de algum modo afeta o consciente coletivo influenciando todos os homens e as futuras gerações. É por este motivo, que quando Adão e Eva pecaram, todos os homens pecaram e toda a Terra foi amaldiçoada, porque o campo mórfico que rege a humanidade e o funcionamento da Terra foi afetado com novos conhecimentos e pensamentos, que agora eram maus.
Todos pecaram e carecem da Glória de Deus! _ Romanos 3:23
Mesmo o funcionamento natural do corpo da mulher foi alterado e a dor se multiplicou sobre ela.
O que é tudo isto, senão morte, roubo e destruição? Ação do ladrão, do engano que levou mulher e homem a contaminar-se.
Muitas vezes vemos a Deus de forma distorcida, como um Pai que deu um castigo muito severo ao filho inocente. No entanto, o que vejo na história bíblica é uma causa e consequência, de modo que, ao escolher o conhecimento do mal, houve a consequência de tomar sobre si toda a morte mental, emocional e física que provinha do mal.
O homem então foi afastado de Deus, Ele deixou de habitar o jardim onde Deus ia diariamente e já não tinha acesso a Deus face a face, nem ouvia de perto a sua voz.
Embora a vida ainda habitasse no homem e em toda a criação em volta dele, havia também o peso da maldade em sua mente, gerando uma grande confusão, dor, o medo e a morte contra a qual ele deveria lutar diariamente para fazer prevalecer a vida em sua mente, em suas emoções e em seu corpo.
A verdade é que o ladrão ou serpente, continua produzindo enganos e falando em nossa mente, trazendo sobre nós pulsão de morte, energia do mal, sua voz mentirosa continua trazendo duvida sobre nós e nos conduzindo ao erro, que é o que pecar quer dizer.
Nosso desafio nesta Terra é fortalecer dentro de nós a voz de Deus, que se tornou distante em nossa mente, aquela voz que ouvíamos no jardim e que agora parece um eco abafado e difuso. É resgatar a imagem de Deus da qual somos reflexo, mas que já não enxergarmos com clareza em virtude das distorções do nosso pensamento contaminado pela morte.
Precisamos nos lembrar de nossa origem divina, do propósito para o qual fomos criados e investir nossos dias em um processo de retorno a nossa verdadeira identidade, afim de vivermos uma vida abundante nesta jornada aqui na Terra que nos foi dada.
E a boa notícia, é que a vida perfeita de Deus habita dentro de nós, não precisamos encontrá-la, mas sim resgatá-la, fortalece-la em nós!

Versículo para memorizar:
Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido.
_ 1 Coríntios 13.12

Perguntas para reflexão:
- Quais são as dúvidas que tem passado pela sua mente? Como estas dúvidas te conduzem a caminhos de engano?

Oração:
Deus, nosso pai. Eu oro para que a minha autoimagem seja resgatada conforme o Senhor a projetou.
Oro para que a imagem do meu esposo em relação a mim seja resgata conforme o Senhor a projetou.
Eu desejo ouvir a sua voz, cada vez mais forte e intensa em meu espírito, de modo a me deixar ser guiada por ela e assim retomar a vida abundante que o Senhor planejou para mim. Amém!

Declaração:
Eu fui Criada para ter autonomia e liberdade. Sou capaz de fazer boas escolhas e digna de confiança. Eu escolho ouvir a voz de Deus e ser guiada pelo seu Espírito, manifestando a sua vida abundante em mim!




Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Será uma alegria receber a sua mensagem!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *